Sejam Bem Vindos!


A igreja de Cristo no Nacional tem como meta:
Seguir a verdade em amor ! Desta forma convidamos todos que querem conhecer Jesus,para estudar a Bíblia conosco! Ele é a expressão máxima do amor e verdade do Pai.

Rua:Quinze de Novembro,N°216
Bairro Nacional - Telefone:(31)3397-2086
Próximo à antiga garagem do ônibus NACIONAL,2290
Email: igrejadecristodonacional@gmail.com

VENHAM SERVIR A DEUS CONOSCO!

Aos Domingos:
Escola Dominical de 18:00hrs às 19:00hrs
Culto...................... de 19:00hrs às 21:00hrs

As quartas:
Grupo Rotativo de Evangelismo de 20:00hrs às 21:00hrs


As sextas:
GRUPO DE CRESCIMENTO ESPIRITUAL - Estudos Bíblicos de 20:00hrs às 21:00hrs, na congregação.

Aos sábados Grupo de Jovens de 19:00hrs às 20:00hrs

REUNIÃO DE ORAÇÃO DOS HOMENS (Ao terceiro sábado do mês):........DE 19:00hrs às 20:00hrs

REUNIÃO DE MULHERES (De 15 em 15 dias):........DE 19:00hrs às 20:00hrs

AGUARDAMOS A SUA VISITA!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Olhando a eternidade com os olhos de Deus!


Você foi feito para a eternidade. Deus pôs em nosso coração o anseio pela eternidade (Ec 3.11"Deus marcou o tempo certo para cada coisa. Ele nos deu o desejo de entender as coisas que já aconteceram e as que ainda vão acontecer, porém não nos deixa compreender completamente o que ele faz."). A eternidade sem Deus é um lugar de tormento consciente (Lc 16.19-31Parábola do Rico e do Pobre). Mas podemos escolher a eternidade com Deus. Ela está a um passo desta vida (Lc 23.43"Jesus respondeu: - Eu afirmo a você que isto é verdade: hoje você estará comigo no paraíso."). Nesta vida temos muitas opções, mas a eternidade só nos oferece duas: céu ou inferno. A ida para a eternidade requer um preparo no presente (Lc 12.13-21 O rico sem juízo).

1) Encare a morte com realismo. Devemos lembrar sempre que esta vida é como a primeira página de um livro que será escrito na eternidade. É como se aqui fosse o período que passamos no ventre materno. Quando nascemos, entramos na eternidade. "Nós nascemos ontem e não sabemos nada. Nossos dias na terra não passam de uma sombra" (Jó 8.9"Pois nós nascemos ontem e não sabemos nada; os nossos dias na terra passam como a sombra.
"). Por isso, "é melhor ir a uma casa onde há luto do que a uma casa em festa, pois a morte é o destino de todos; os vivos devem levar isso a sério!" (Ec 7.2"É melhor ir a uma casa onde há luto do que ir a uma casa onde há festa, pois onde há luto lembramos que um dia também vamos morrer. E os vivos nunca devem esquecer isso.").

2) Viva olhando para a eternidade. Se devemos encarar a morte com realismo e o tempo de nossa vida é tão rápido, então é sabio viver à luz da eternidade. Isso influencia nossa vida familiar, nossos sentimentos, nossos bens, e tudo mais (1 Co 7.29-31 "Irmãos, o que eu quero dizer é isto: não nos resta muito tempo, e daqui em diante os casados devem viver como se não tivessem casado;os que choram, como se não estivessem chorando; os que estão rindo, como se não estivessem rindo; os que compram, como se não fosse deles aquilo que compraram;os que tratam das coisas deste mundo, como se não estivessem ocupados com elas. Pois este mundo, como está agora, não vai durar muito.
"). Nosso corpo é comparado a uma tenda frágil e temporária. Mas na eternidade receberemos e viveremos num edifício eterno (2 Co 5.1" De fato, nós sabemos que, quando for destruída esta barraca em que vivemos, que é o nosso corpo aqui na terra, Deus nos dará, para morarmos nela, uma casa no céu. Essa casa não foi feita por mãos humanas; foi Deus quem a fez, e ela durará para sempre.").

3) A eternidade muda seus valores. Tudo muda quando consideramos esta vida sob o prisma da eternidade. O que era lucro passa a ser considerado como perda, por causa de Cristo (Fp 3.7"No passado, todas essas coisas valiam muito para mim; mas agora, por causa de Cristo, considero que não têm nenhum valor.
").

Conclusão: Devemos viver cada dia nos preparando para o último dia. E o único preparo seguro para a eternidade com Deus que nos livra do juízo, é confiar em Jesus como nosso Salvador, pois somente ele é o caminho, a verdade, e a vida. Ninguém vai ao Pai se não for por ele-João 14.6-(Jo 5.24" Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem ouve as minhas palavras e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não será julgado, mas já passou da morte para a vida.
"). Não temos aqui nenhuma morada permanente, mas aguardamos a que virá (Hb 13.14"Porque neste mundo não temos nenhuma cidade que dure para sempre; pelo contrário, procuramos a cidade que virá depois."). Quem tem essa esperança, procura viver em santidade (1 Jo 3.3" E todo aquele que tem essa esperança em Cristo purifica-se a si mesmo, assim como Cristo é puro."). 
por Antonio Francisco.

QUE DEUS OS ABENÇOE!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A maior vontade de Deus para nossas vidas!

Quantos de nós já se perguntou qual a vontade de Deus para nossas vidas? Ou melhor, quem nunca se perguntou isso? Mas porque a maioria passa a vida inteira sem saber essa resposta?Porque perguntamos a Deus qual a sua vontade, mas, na verdade, só queremos ouvir a voz de nossos desejos. Passamos a vida inteira sofrendo pelo que não temos e abafando a voz de Deus que nos mostra o seu querer.  Se você ainda não sabe qual a maior vontade de Deus para sua vida, nesta mensagem que deixo-lhe hoje mudará a sua visão e lhe apontará o caminho. Leia, reflita e ore. Deus falará ao seu coração!


Em zona montanhosa, através de região deserta, caminhavam dois velhos amigos, ambos enfermos, cada qual defendendo-se o quanto possível contra os golpes do ar gelado, quando foram surpreendidos por uma criança semimorta, na estrada, ao sabor da ventania de inverno.
Um deles fixou o achado e clamou, irritado:
* Não perderei tempo. A hora exige cuidado para comigo mesmo. Sigamos à frente.

* Amigo, salvemos o pequenino. É nosso irmão em humanidade, disse o outro homem

* Não posso sinto-me cansado e doente, este desconhecido seria um peso insuportável. Temos frio e tempestade, respondeu o amigo aborrecido, que avançou adiante em largas passadas.

O homem de bom sentimento, no entanto, inclinou-se para o menino, demorou-se alguns minutos colocando-o paternalmente colado ao próprio peito e, aconchegando-o ainda mais, marchou adiante, devagar. A chuva gelada caiu pela noite a dentro, mas ele, não abandonou aquele ser indefeso… levava-o junto ao peito…

Depois de muito tempo atingiu a hospedaria do povoado, mas com enorme surpresa, não encontrou o colega que o acompanhava. Somente no dia seguinte, depois de minuciosa procura, o infeliz viajante foi encontrado sem vida, num desnível do caminho alagado.

Seguindo sozinho às pressas, com a idéia egoísta de preservar-se, não resistiu à violenta onda de frio e tombou encharcado, sem condições de evitar o congelamento. Enquanto isso, o companheiro, recebendo, em troca, o suave calor da criança que sustentava junto ao próprio coração, superou os obstáculos da noite gelada chegando ao seu destino são e salvo.

Pense nisso…

Sozinhos, nos enfraquecemos. Sozinhos perdemos o rumo, perdemos a capacidade de reação. Deus não nos criou pra solidão, mas pra viver o seu amor, independentemente de nossa situação. Em 1 Tessalonicenses 4:9 Paulo nos diz: “vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros”.
O Senhor nos instrui a amar…

Melhor, Jesus nos ensina a amar, dando-nos o seu exemplo, tendo dado a sua vida por nós. Padeceu, humilhou-se, passou pela terrível experiência da cruz por amor a nós. Mesmo não merecendo seu amor, nós o ganhamos, gratuitamente…
E o que a Palavra nos diz?
De graça recebei e de graça dais…
Em Lucas 6:32-33, Jesus nos diz: “Se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo”.
Amar aos que nos odeiam…
Fazer o bem a quem nos quer mal…
Acolher os que estão fracos…
Este é o desejo de Deus para nossas vidas!

Deus não nos criou pra solidão, mas pra viver o seu amor, independentemente de nossa situação. Em 1 Co 13:2-3 Paulo diz “AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria”.

E o amor transforma não apenas a vida de quem amamos, mas a nossa também…
Quando nos esquecemos das dificuldades que nos cercam em benefício de quem está ao nosso redor, quando deixamos o nosso egoísmo de lado, quando conseguimos afastar a ansiedade em benefício do amor, recebemos em troca uma nova vida…
Talvez você esteja indo depressa demais na sua caminhada, talvez a ansiedade tenha tomado um lugar grande demais em sua vida…
Talvez você esteja perdendo a oportunidade de aquecer-se com o verdadeiro amor…
Pense nisso…
Viva a cada momento a oportunidade de dividir, de compartilhar, de compreender e acolher…
Porque essa é a maior vontade de Deus pra sua vida…
Lembre-se disso e seja feliz!

QUE DEUS OS ABENÇOE!

domingo, 20 de novembro de 2011

Grito de Deus!


Embora seja cruel e quase insuportável, a dor não é má. Ela tem sido um sinal de que algo no corpo está mal. Ou seja, ela é um grito da matéria física pedindo ajuda.

O mesmo se dá em relação à matéria espiritual. Ao chegar o abatimento do desgosto profundo e a tristeza invadir o íntimo, ao ponto de a pessoa render-se à ruína, é o grito desesperador da alma pedindo socorro.

Considere esse grito o alerta de Deus.

Ele não é responsável pelas mazelas do mundo. A vida é regida pela lei do “daí, e dar-se-vos-á...” Quer queira ou não, colhe-se, hoje, frutos das sementes plantadas ontem.

Entretanto, Deus aproveita as amarguras da alma para despertar a consciência humana.

Sempre, por trás de um desespero, há Uma Voz meiga e forte, gritando: Ei! Estou aqui. Posso e quero lhe ajudar. Vinde a Mim...

"Assim diz o Alto, o Sublime, o Eterno: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos." Isaías 57.15 


sábado, 19 de novembro de 2011

Andando segundo a vontade de Deus!


Que plenitude! Que Abundância!


A graça salva, justifica, edifica, redime, perdoa, confere uma herança, posição, um trono do qual podemos nos aproximar confiante por misericórdia e socorro, ensina-nos a viver nos dá uma bendita esperança!


Veja esta seleção da palavra que nos leva a enxergar estas verdades.


Leia a palavra de Deus, medite em seus ensinamentos e deixe-se envolver pelo Espírito Santo que nos conduz pelos santos caminhos.

Efésios 2.8,9
“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.”

Tito 2.11-13
“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus.”

Tito 3.7
“A fim de que , justificados por graça, nos tornemos seus herdeiro, segundo a esperança da vida eterna.”

Atos 20.32
“Agora, pois, encomendo-vos ao Senhor e à palavra da sua graça, que tem poder para vos edificar e dar herança entre todos os que são santificados.”

Efésios 1.6,7
“Para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado, no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza de sua graça.”

Hebreus 4.16
“Acheguemo-nos, portanto, confiante, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.”
E o homem que considera-se envolvido nesta grande graça deve andar, viver segundo o coração de Deus. Veja os sábios conselhos do Espírito Santo.

1 João 2.6
“Aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou”

1 Pedro 2.11
“Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais, que fazem guerra contra a alma.”

Efésios 4.1-2
“Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, como toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor.”

Efésios 5.1-2
“Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave.”

Efésios 5.8
Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz.”

Gálatas 5.16
“Andai no Espírito e jamais satisfarei à concupiscência da carne.”

João 15.12
“O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”

1 João 3.22,23
“E aquilo que pedimos dele recebemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos diante dele o que lhe é agradável. Ora, o seu mandamento é este: que creiamos em o nome de seu Filho, Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, segundo o mandamento que nos ordenou.”
Seja fiel e obediente à palavra Santa!


Elias R. de Oliveira

QUE DEUS OS ABENÇOE!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

A TUA PALAVRA É LUZ!

Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado.” Sl 32:5
 
Diversas vezes na Bíblia, encontramos casos de servos de Deus que confessaram seus pecados, ou mandamentos sobre esta prática. Por que confessar nossos pecados? Devemos confessar os nossos pecados para receber perdão de Deus. João escreveu aos cristãos: "Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:8-9). A confissão aqui é feita pelo cristão ao Pai, com ajuda do Advogado Jesus Cristo. Alguns pecados não precisam ser confessados a outros homens, mas todos precisam ser confessados ao Senhor para receber o perdão dele. Devemos confessar os nossos pecados às pessoas que ofendemos. Jesus mostrou que tal confissão é necessária para receber o perdão do irmão ofendido: "Se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe. Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe" (Lucas 17:3-4). Devemos confessar os nossos pecados às pessoas que podem nos ajudar. Quando Simão reconheceu seu erro, ele pediu as orações de Pedro (Atos 8:24). Tiago disse: "Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo" (Tiago 5:16). Pecados conhecidos por outros precisam ser confessados para restabelecer a comunhão. (Mateus 18:15-17). A cada etapa, a pessoa ou aceita a correção ou recusa ouvir. Como sabemos a diferença? A pessoa teria que falar, ou confessando o seu pecado (2 Samuel 12:13) ou negando a sua culpa (como Saul fez em 1 Samuel 15:20). Se confessar o pecado e pedir perdão na primeira conversa com uma pessoa, o problema será resolvido. Se outras pessoas forem envolvidas, tentando corrigir o pecador, ele terá que confessar diante delas, também, para tirar qualquer obstáculo à comunhão com os irmãos. Assim, pode chegar ao ponto de confessar o pecado à igreja toda. Quando isso acontece, o irmão arrependido deve ser perdoado e recolhido com amor, pois o diabo ainda estará tentando destrói-lo (2 Coríntios 2:5-11).

(Estudo de Dennis Allan)




QUE DEUS ABENÇOE A TODOS.  

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

CADÊ O SEU AZEITE ?

 
Cadê o seu azeite
De que lado você vai ficar?
Você entrará ou não?
Vigiai e orai

Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo.
2 Cinco delas eram insensatas, e cinco prudentes.
3 Ora, as insensatas, tomando as lâmpadas, não levaram azeite consigo.
4 As prudentes, porém, levaram azeite em suas vasilhas, juntamente com as lâmpadas.
5 E tardando o noivo, cochilaram todas, e dormiram.
6 Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!
7 Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas.
8 E as insensatas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão se apagando.
9 Mas as prudentes responderam: não; pois de certo não chegaria para nós e para vós; ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós.
10 E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o noivo; e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
11 Depois vieram também as outras virgens, e disseram: Senhor, Senhor, abre-nos a porta.
12 Ele, porém, respondeu: Em verdade vos digo, não vos conheço.

Mateus 25:1-12

As noivas simbolizam a igreja do Senhor Jesus Cristo e os seus fiéis. O Senhor está nos advertindo que todos nós devemos procurar encher-nos do Espírito Santo de Deus, aqui neste texto simbolizado pelo azeite, para que possamos enfrentar a longa noite de espera até a volta Gloriosa do Senhor Jesus Cristo.

Mesmo aqueles fiéis que estão mais preparados estão sujeitos a caírem no sono durante a longa jornada, e assim, não observarem e nem vigiarem corretamente a volta do Senhor como Ele nos orientou. Todos nós somos pecadores. Se não estivermos o tempo todo com a luz do Senhor Jesus e com a unção do Espírito Santo de Deus nas nossas vidas nada poderemos fazer.

Entretanto o nosso Senhor Jesus Cristo é um Deus amoroso e piedoso. Ele carinhosamente virá ao nosso encontro e nos acordará e nos dará nova chance. Ele chamará todos os seus filhos para participarem da Glória dEle. Mas só entrará com Ele quem estiver na hora do seu retorno plenamente iluminado e cheio do Espírito Santo de Deus.

Depois da volta do Senhor Jesus não haverá tempo para mais nada, pois Ele já nos deixou o tempo mais que necessário para que nós pudéssemos nos preparrar corretamente.

Assim que a porta da casa do Senhor se fechar, será o final de tudo. Tudo estará terminado. Felizes aqueles que conseguirem entrar na Glória Eterna com o nosso Amado senhor Jesus Cristo.
 
Mateus 24.42 "Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor"
 
QUE DEUS OS ABENÇOE!

VAMOS MEDITAR UM POUCO NA PALAVRA DE DEUS?


*  “Orei ao SENHOR, meu Deus, confessei e disse: ah! Senhor! Deus grande e temível, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos;” Dn 9:4
*  “Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.” Sl 34:4
*  “De todo o coração te busquei; não me deixes fugir aos teus mandamentos.” Sl 119:10
*  “Buscai o SENHOR e o seu poder, buscai perpetuamente a sua presença.” I Cr 16:11
*  “Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” Is 55:6

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Buscar a Deus

Propôs-se a buscar a Deus nos dias de Zacarias, que era sábio nas visões de Deus; nos dias em que buscou ao Senhor, Deus o fez prosperar.
II Crônicas 26: 5

A palavra buscar neste versículo significa procurar com cuidado, com zelo e com alguma exigência. Significa também freqüentar e recorrer a um lugar determinado tendo a certeza que ali se vai encontrar o que procura.

Quando perdemos algo importante dentro de casa, vasculhamos tudo, movemos os móveis de lugar, passamos a vassoura embaixo da cama, embaixo do guarda-roupa. Sentamos na cama e ficamos tentando lembrar qual a última vez que nos deparamos com aquele objeto perdido.

Quando alguém perde documento na rua, anuncia na rádio, anuncia no carro de som, e promete até recompensa para quem vier a encontrar. Enfim, quando é algo que prontamente nos interessa, que tem resultado imediato e temporal nós não medimos esforços para buscar.

Quando buscamos ao Senhor deveríamos ter uma atitude e uma disposição muito maior do que estas que apresentamos quando perdemos alguma coisa.


Pois somos nós que perdemos o Senhor de nossas vidas. Somos nós que muitas vezes O deixamos e saímos para os lugares solitários e deserto. E como sempre acontece, quando perdemos alguma coisa, elas na verdade estão bem próximas e não as vemos, não as encontramos.

Assim é o Senhor. Ele está tão perto... Diante dos teus olhos...
Abra os Olhos...ele estar tão perto de você e querendo mudar a sua vida!E o que ele estar esperando e você Busca-lo!!!

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira, que deu o Seu Filho Unigênito para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3: 16


QUE DEUS OS ABENÇOE!

domingo, 6 de novembro de 2011

VAMOS PESCAR?

 
Mateus 4: 19 E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
Para o pescador todo dia é novo
Ele lança-se ao mar
E não encontra mais o caminho anterior
Pois no mar, não ficam os rastros,
Nem permanecem as mesmas águas
Tudo é novo e desconhecido,
Apesar do mesmo clima de eventualidade.

Lucas 5: 5. Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a tua palavra lançarei as redes.
Mas no local onde antes não se pescou nada
É sempre possível apanhar muito,
Pois o Senhor a cada dia aperfeiçoa as redes,
Ordenando lançá-las aqui e ali, sem nervosismo algum,
Mas sabendo o momento de recolher as redes e descansar
Quando a hora inoportuna chegar.

Lucas 5:2 e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes.
Porque mesmo o pescador veterano na arte de bem pescar,
Sabe o tempo em que deve simplesmente esperar.
Uma oração ele faz; e dorme tranqüilo o seu sono,
Cuidando antes, de si mesmo e dos seus.
Antes de no mar tenebroso pretender aventurar-se.


O pescador pensa em pescar muitas variedades e tamanhos.
Mas sempre ele é um pouco menos do que pensa ser.
Raramente ele é igual, e quase nunca um pouco mais.
No seu barquinho ele vai, às vezes sem ninguém notá-lo.
Sem ninguém lhe dar valor ou apoiar-lhe.
Porque na sua tarefa de pescar não há tempo para aplausos.

João 21: 3. Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Disseram-lhe os outros: Também nós vamos contigo. Saíram, e entraram no barco, e, naquela noite, nada apanharam.


Não há histórias de pescador. Nem fotografia há.
No mar grande onde ele está não há ponto de referência.
Para que não se lembre da sua glória, do dia anterior.
Tudo é novo – como um humilde recomeçar.


Marcos 1: 18. Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram.
Um dia inteiro para pescar por onde o Senhor o levar.
As redes podem se gastar. As tempestades podem amedrontar.
Mas é no Senhor que este pecador sempre irá encontrar;
Novas águas e novo dia. Novo ânimo para pescar.

João 21: 6. Então, lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes.
...
 
QUE DEUS OS ABENÇOE!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Lembretes Importantes!



Lembretes que devem ser gravados em nossa memória.

Deus não escolhe pessoas capacitadas, Ele capacita os escolhidos.
Um com Deus é maioria.
Devemos orar sempre, não até Deus nos ouvir, mas até que possamos ouvir a Deus.
Nada está fora do alcance da oração, exceto o que está fora da vontade de Deus.
O mais importante não é encontrar a pessoa certa, e sim ser a pessoa certa.
Moisés gastou quarenta anos pensando que era alguém, quarenta anos aprendendo que não era ninguém e quarenta anos aprendendo o que Deus pode fazer com um ninguém.
A fé ri das impossibilidades.
Não confunda a vontade de Deus, com a permissão de Deus.
Não diga a Deus que você tem um grande problema, mas diga ao problema que você tem um grande Deus.
Deus é a fonte de nossa existência, nossa salvação. 

"Ainda que eu falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem amor, eu nada seria" 1Coríntios 13.1
A paciência tudo alcança; Quem a Deus tem, Nada lhe falta: Só Deus basta.

CADA UM TEM A SUA FÉ!



Não discute em relação a sua fé, cada um tem a sua! E a sua fé não pode ser dividida! Por isso não permita que ninguém interfira na sua fé...
 
Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.
Romanos 10:17
(porque andamos por fé, e não por vista);
2 Coríntios 5:7
Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.
Efésios 2:8-9
Um faz diferença entre dia e dia; outro julga iguais todos os dias. Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente.” (Rm 14.5)