Sejam Bem Vindos!


A igreja de Cristo no Nacional tem como meta:
Seguir a verdade em amor ! Desta forma convidamos todos que querem conhecer Jesus,para estudar a Bíblia conosco! Ele é a expressão máxima do amor e verdade do Pai.

Rua:Quinze de Novembro,N°216
Bairro Nacional - Telefone:(31)3397-2086
Próximo à antiga garagem do ônibus NACIONAL,2290
Email: igrejadecristodonacional@gmail.com

VENHAM SERVIR A DEUS CONOSCO!

Aos Domingos:
Escola Dominical de 18:00hrs às 19:00hrs
Culto...................... de 19:00hrs às 21:00hrs

As quartas:
Grupo Rotativo de Evangelismo de 20:00hrs às 21:00hrs


As sextas:
GRUPO DE CRESCIMENTO ESPIRITUAL - Estudos Bíblicos de 20:00hrs às 21:00hrs, na congregação.

Aos sábados Grupo de Jovens de 19:00hrs às 20:00hrs

REUNIÃO DE ORAÇÃO DOS HOMENS (Ao terceiro sábado do mês):........DE 19:00hrs às 20:00hrs

REUNIÃO DE MULHERES (De 15 em 15 dias):........DE 19:00hrs às 20:00hrs

AGUARDAMOS A SUA VISITA!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

A TUA PALAVRA É LUZ!

"Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães" Lc 4.13

Na luta do cristão contra o diabo, o principal campo de batalha é a tentação. O discípulo precisa vencer o inimigo superando as tentações. Não estamos sós, contudo. Jesus tornou-se um homem, foi tentado como somos, obteve a vitória, assim mostrando como nós podemos triunfar sobre Satanás (Hb 2:17-18; 4:15). Jesus estava faminto; ele tinha poder para transformar as pedras em pão. O diabo simplesmente sugeriu que ele tirasse vantagem de seu privilégio especial para prover sua necessidade imediata. Era verdade que Jesus necessitava de alimento para sobreviver. Mas a questão era como ele o obteria. Lembre-se de que foi Deus quem o conduziu a um deserto sem alimento. O diabo aconselhou Jesus a agir independentemente e encontrar seus próprios meios para suprir sua necessidade. O grande poder que Jesus tinha seria usado como uma lâmpada de Aladim, para gratificar seus desejos pessoais? A tentação era ressaltar demais os privilégios de sua divindade e minimizar as responsabilidades de sua humanidade. E isto era crucial, porque o plano de Deus era que Jesus enfrentasse a tentação na área de sua humanidade, usando somente os recursos que todos nós temos a nossa disposição. A resposta de Jesus foi essa: "Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus" (Lc 4:4). Em cada teste, Jesus se voltava para as Escrituras, usando um meio que nós também podemos empregar para superar a tentação. A passagem que ele citou foi a mais adequada naquela situação. No contexto, os israelitas tinham aprendido durante seus 40 anos no deserto que eles deveriam esperar e confiar no Senhor para conseguir alimento, e não tentar conceber seus próprios esquemas para se sustentarem. O diabo ataca as nossas fraquezas. Ele não se acanha em provar nossas áreas mais vulneráveis. Depois de jejuar 40 dias, Jesus estava faminto. Daí, a tentação de fazer alimento de uma maneira não autorizada. Satanás escolhe justamente aquela tentação à qual somos mais vulneráveis, no momento. De fato, as tentações são freqüentemente ligadas a sofrimento ou desejos físicos. Precisamos confiar em Deus. Jesus precisava de alimento, sim. Porém, mais do que isso, precisava fazer a vontade do Pai. É sempre certo fazer o certo e sempre errado fazer o errado. Deus proverá o que ele achar melhor; nosso dever é obedecer-lhe. É melhor morrer de fome do que desagradar ao Senhor.  Esse comentário foi retirado de um estudo de Gary Fisher em www.estudosdabiblia.net. 
QUE DEUS ABENÇOE A TODOS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário